Arias
Duos...
Óperas
Cantatas
Compositoras
Switch to English

Ária: Salut a la France

Compositor: Donizetti Gaetano

Ópera: La fille du régiment

Papel: Marie (Soprano)

Descarga música impresa gratis: "Salut a la France" PDF
Benigno il cielo arridere. Maria. Maria di Rohan. DonizettiForse un destin, che intendere. Parisina. Parisina. DonizettiAll' udir che il mio tesor. Norina. I pazzi per progetto. DonizettiUn'altare, ed una benda. Gemma. Gemma di Vergy. DonizettiAh! Non è non è tal nome. Adelia. Adelia. DonizettiDa quel di che l'innocente. Antonina. Belisario. DonizettiSogno talor di correre. Parisina. Parisina. DonizettiPiacer si nuovo e grato. Norina. I pazzi per progetto. DonizettiPar che mi dica ancora. Fausta. Fausta. DonizettiCorri, amica. Irene. Belisario. Donizetti
Wikipedia
La fille du régiment (A Filha do Regimento) é uma ópera cômica em dois atos de Gaetano Donizetti. Escrita enquanto o compositor estava vivendo em Paris, o libretto em francês é da autoria de Georges Henri Vernoy de Saint-Georges e Jean-François Bayard. Uma versão ligeiramente diferente em italiano (tradução de Callisto Bassi) foi adaptada para o gosto do público italiano.
La fille du régiment foi apresentada pela primeira vez em 11 de fevereiro de 1840, no Opéra-Comique, Paris, depois no La Scala, Milão, em 30 de outubro do mesmo ano. Foi apresentada em inglês no Teatro Surrey, em Londres, em 21 de dezembro de 1847, e foi reapresentada na mesma temporada em italiano com Jenny Lind. Nova Orleans assistiu a primeira performance na América, em 7 de março de 1843. Era frequentemente representada em Nova Iorque, o papel de Marie sendo o favorito, junto de Jenny Lind, Henriette Sontag, Pauline Lucca e Adelina Patti. Houve apresentação no Metropolitan Opera House com participação de Marcella Sembrich e Charles Gilibert (Sulpice) em 1902-1903. Também no Manhattan Opera House em 1909 com Luisa Tetrazzini, John McCormack e Charles Gilibert, e novamente com Frieda Hempel e Antonio Scotti nos mesmo papéis do Metropolitan em 17 de dezembro de 1917.
Nota (A): Mulheres que acompanhavam tropas militares para vender comida aos soldados.