Arias
Duos...
Óperas
Cantatas
Compositoras
Switch to English

Ária: Fior di giaggiolo

Compositor: Mascagni Pietro

Ópera: Cavalleria Rusticana

Papel: Lola (Meio)

Descarga música impresa gratis: "Fior di giaggiolo" PDF
Stornello di LolaLola e detti

LOLA
dentro alla scena
Fior di giaggiolo,
Gli angeli belli
Stanno a mille in cielo,
Ma bello come lui
Ce n'è uno solo.
entrando
Oh! Turiddu... È passato Alfio?

TURIDDU
Son giunto ora in piazza.
Non so...

LOLA
Forse è rimasto
Dal maniscalco,
Ma non può tardare.
ironica
E... voi
Sentite le funzioni in piazza?

TURIDDU
Santuzza mi narrava...

SANTUZZA
tetra
Gli dicevo che oggi è Pasqua
E il Signor vede ogni cosa!

LOLA
Non venite alla messa?

SANTUZZA
Io no, ci deve andar chi sa
Di non aver peccato.

LOLA
Io ringrazio il Signore
E bacio in terra.

SANTUZZA
ironica
Oh, fate bene, Lola!

TURIDDU
a Lola
Andiamo, andiamo!
Qui non abbiam che fare.

LOLA
ironica
Oh! rimanete!

SANTUZZA
a Turiddu
Sì, resta, resta,
Ho da parlarti ancora!

LOLA
E v'assista il Signore:
Io me ne vado.

Entra in chiesa.
Voi lo sapete. Santuzza. Cavalleria Rusticana. MascagniLaceri, miseri, tanti bambini. Beppe. L'amico Fritz. MascagniO pallida, che un giorno mi guardasti. Beppe. L'amico Fritz. MascagniVerdi prati e selve amene. Ruggiero. Alcina. HändelChe puro ciel. Orfeo. Orfeu e Eurídice. GluckM'opporrò da generoso all' indegna. Sosarme. Sosarme. HändelPer si bella cagion m'è dolce la prigion. Demetrio. Berenice. HändelLà! vrai, je ne suis pas coupable. Hélène. La belle Hélène. OffenbachJe vous écris de ma petite chambre (Letter Aria, Ces lettres). Charlotte. Werther. MassenetSon la vecchia Madelon. Madelon. Andrea Chénier. Giordano
Wikipedia
Cavalleria rusticana (em português Cavalheirismo rústico) é uma ópera em um ato único de Pietro Mascagni, estreada em 17 de maio de 1890 no Teatro Costanzi, em Roma. É dividida em duas partes, separadas por um intermezzo, mas se apresentam em cena contínua. Cavalleria rusticana é considerada uma das primeiras composições do realismo operístico italiano, ou verismo.
O libreto é de Giovanni Targioni-Tozzetti e de Guido Menasci, extraído da novela homónima de Giovanni Verga.
É Domingo de Páscoa num povoado da Sicília. O povoado está reunido na igreja próxima à taverna de Mamma Lucia. Santuzza pergunta a respeito de seu prometido, o soldado Turiddu (hipocorístico siciliano de Salvatore), filho de Mamma Lucia, e ela responde que foi comprar vinho. Chega Alfio, marido de Lola, e solicita uma taça de vinho a Santuzza, e ela lhe responde que Turiddu foi buscar. Alfio não entende, porque viu Turiddu próximo de sua casa.
Tem início à procissão de Páscoa, e todos entram na igreja. Somente Mamma Lucia e Santuzza permanecem fora. Santuzza revela seu sofrimento a Lucia, por saber que Turiddu amava Lola antes de entrar para o exército. Ao voltar, Lola já tinha se casado com Alfio e Santuzza teria sido apenas uma substituta. Lola, desde então, tem se dedicado a seduzir Turiddu.
Chega Turiddu, e Santuzza suplica a ele que não a abandone. Mas Turiddu não faz conta e Santuzza conta a Alfio sobre suas suspeitas. Alfio, furioso, jura vingança.
Sai o povo da igreja, terminada a missa. Vão, então, à taverna de Mamma Lucia comemorar. Turiddu é encarregado de servir aos demais. Alfio aparece, e recusa o vinho de Turiddu, insinuando a traição, ao dizer que seu copo estaria envenenado. Turiddu, então, o desafia a um duelo - pelo gesto scicillano -, desferindo-lhe uma mordida no lóbulo da orelha.
Antes de enfrentar Alfio, já pressentindo o desfecho, Turiddu roga a Mamma Lucia que cuide de Santuzza. Tem início o duelo. Pouco depois, aparece uma mulher em desespero, avisando Mamma Lucia de que seu filho Turiddu foi morto no duelo.
As passagens mais conhecidas desta ópera são a Abertura Sinfônica e o Intermezzo, que são peças conhecidas do público geral, tendo sido usadas como parte da trilha sonora do capitulo final da aclamada trilogia O Poderoso Chefão: Parte III; presente também na trilha de Touro Indomável, de Scorsese, no anime Samurai X ao final da Saga de Quioto e em novelas como Sangue do Meu Sangue (SBT, 1995) e Terra Nostra (Rede Globo, 1999). Também são famosas as seguintes árias: