Arias
Duos...
Óperas
Cantatas
Compositoras
Switch to English

Ária: Lola, bianca come fior di spino (Siciliana)

Compositor: Mascagni Pietro

Ópera: Cavalleria Rusticana

Papel: Turiddu (Tenor)

Descarga música impresa gratis: "Lola, bianca come fior di spino (Siciliana)" PDF

TURIDDU
O Lola, bianca come fior di spino,
Quando t'affacci te s'affaccia il sole;
Chi t'ha baciato il labbro porporino
Grazia più bella a Dio chieder non vôle
C'è scritto sangue sopra la tua porta;
Ma di restaci a me non me n'inporta;
Se per te mojo e vado in paradiso,
Non c'entro se non vedo il tuo bel viso
Ah!

Viva il vino spumeggiante (Brindisi). Turiddu. Cavalleria Rusticana. MascagniMamma, quel vino è generoso. Turiddu. Cavalleria Rusticana. MascagniO amore, o bella luce del core. Fritz. L'amico Fritz. MascagniQue puis-je à présent regretter?. Manoël. Le tribut de Zamora. GounodÈ un incendio frà due venti. Rinaldo. Rinaldo. HändelUn dì, all'azzurro spazio. Andrea Chénier. Andrea Chénier. GiordanoA te, o cara, amor talora. Lord Arturo Talbot. I puritani. BelliniSì, minaccia, e vinta. Melo. Sosarme. HändelVibra, cortese Amor, un' altro strale. Tassile. Alessandro. HändelFirenze è come un albero fiorito. Rinuccio. Gianni Schicchi. Puccini
Wikipedia
Cavalleria rusticana (em português Cavalheirismo rústico) é uma ópera em um ato único de Pietro Mascagni, estreada em 17 de maio de 1890 no Teatro Costanzi, em Roma. É dividida em duas partes, separadas por um intermezzo, mas se apresentam em cena contínua. Cavalleria rusticana é considerada uma das primeiras composições do realismo operístico italiano, ou verismo.
O libreto é de Giovanni Targioni-Tozzetti e de Guido Menasci, extraído da novela homónima de Giovanni Verga.
É Domingo de Páscoa num povoado da Sicília. O povoado está reunido na igreja próxima à taverna de Mamma Lucia. Santuzza pergunta a respeito de seu prometido, o soldado Turiddu (hipocorístico siciliano de Salvatore), filho de Mamma Lucia, e ela responde que foi comprar vinho. Chega Alfio, marido de Lola, e solicita uma taça de vinho a Santuzza, e ela lhe responde que Turiddu foi buscar. Alfio não entende, porque viu Turiddu próximo de sua casa.
Tem início à procissão de Páscoa, e todos entram na igreja. Somente Mamma Lucia e Santuzza permanecem fora. Santuzza revela seu sofrimento a Lucia, por saber que Turiddu amava Lola antes de entrar para o exército. Ao voltar, Lola já tinha se casado com Alfio e Santuzza teria sido apenas uma substituta. Lola, desde então, tem se dedicado a seduzir Turiddu.
Chega Turiddu, e Santuzza suplica a ele que não a abandone. Mas Turiddu não faz conta e Santuzza conta a Alfio sobre suas suspeitas. Alfio, furioso, jura vingança.
Sai o povo da igreja, terminada a missa. Vão, então, à taverna de Mamma Lucia comemorar. Turiddu é encarregado de servir aos demais. Alfio aparece, e recusa o vinho de Turiddu, insinuando a traição, ao dizer que seu copo estaria envenenado. Turiddu, então, o desafia a um duelo - pelo gesto scicillano -, desferindo-lhe uma mordida no lóbulo da orelha.
Antes de enfrentar Alfio, já pressentindo o desfecho, Turiddu roga a Mamma Lucia que cuide de Santuzza. Tem início o duelo. Pouco depois, aparece uma mulher em desespero, avisando Mamma Lucia de que seu filho Turiddu foi morto no duelo.
As passagens mais conhecidas desta ópera são a Abertura Sinfônica e o Intermezzo, que são peças conhecidas do público geral, tendo sido usadas como parte da trilha sonora do capitulo final da aclamada trilogia O Poderoso Chefão: Parte III; presente também na trilha de Touro Indomável, de Scorsese, no anime Samurai X ao final da Saga de Quioto e em novelas como Sangue do Meu Sangue (SBT, 1995) e Terra Nostra (Rede Globo, 1999). Também são famosas as seguintes árias: