Arias
Duos...
Óperas
Cantatas
Compositoras
Switch to English

The Beggar's Opera

Compositor: Pepusch Johann Christoph

Partituras

"The Beggar's Opera" PDF 3Mb "The Beggar's Opera" PDF 4Mb

Partituras para orquestra

Overture. PDF 0MbOverture. PDF 0MbOverture. PDF 0Mb
If the heart of a man is depressed with caresI, like a ship in storms, was tossedIf love the virgin's heart invadeMan may escape from rope and gunO cruel, cruel case!Thus gamesters united in friendshipTis woman that seduces all mankindVirgins are like the fair flowerI'm like a skiff on the ocean tossedWhen young at the bar (Ungrateful Macheath!)
Wikipedia
The Beggar's Opera (Ópera do Mendigo ou Ópera do vagabundo) é uma ópera de 1724 dividida em um prólogo e três atos, com texto, poemas e letras (o libretto) de Johann Christoph Pepusch. Por não ser músico John Gay pediu ao seu amigo, o compositor Johann Pepusch que selecionasse uma série de canções folclóricas inglesas, escocesas e irlandesas para que fossem intercaladas aos diálogos e também incluiu árias de Purcell e Haendel. Com objetivo de dar continuidade dramática aos diálogos, John Gay escreveu novos poemas para todas essas canções e evitou ao máximo as repetições, o que intensificou o ritmo da obra tornando-a ainda mais atraente. Essa obra foi chamada na época de ópera-balada, pois, formalmente, diferenciava-se muito da ópera convencional. A ideia de John Gay foi justamente criticar e satirizar a ópera, sobretudo por seus recitativos e árias “da capo” que, na opinião do dramaturgo, interrompiam a ação dramática. A obra satiriza, ainda, os interesse das classe altas retratadas nas óperas italianas e, ao mesmo tempo, ataca o estadista whig, senhor Robert Walpole e seu regime corrupto, além de figuras criminosas como Jonathan Wild e Jack Sheppard. A mordaz crítica social e política da obra motivou a famosa adaptação de Bertolt Brecht para a conhecida “Ópera dos Três Vinténs”.
The Beggar’s Opera passou por revisões e novas versões foram realizadas em quase 300 anos de existência.
Em dezembro de 2013 o Núcleo Universitário de Ópera (NUO) estreou a Ópera do Mendigo em São Paulo. Nessa montagem o NUO procurou ser fiel à versão original, abandonando os excessos românticos presentes nas adaptações realizadas no século XIX. Para isso o NUO resgatou as partituras das canções originais coletadas por Johann Pepuch e optou por uma encenação fortemente apoiada no trabalho do ator.